Curso Completo de NVivo 11 – 6 horas

Apresentação e prática dos procedimentos de análise de dados qualitativos no contexto da utilização integrada do software NVivo 11, com vista ao desenvolvimento de um projeto de investigação aplicada às Ciências Sociais e Humanas. O Curso Completo de NVivo 11 realiza-se num único dia (6 horas) de forma intensiva para permitir o conhecimento das principais funcionalidades do Nvivo.

O software NVivo © foi concebido para permitir a organização e análise de informação dispersa e de natureza variada (texto, imagem, áudio e hiperligações). Através das ferramentas de codificação (nós) e de classificação (casos) é possível organizar os dados qualitativos num conjunto hierarquizado de categorias “concebidas para ajudar o investigador a definir e explorar ideias de investigação, encontrar texto relevante para ideias complexas, perseguir intuições fortes em todas as direções, mantendo as que se revelam úteis, formular e testar hipóteses” (Richards & Richards, 1991, p. 308).

analise de conteudo Nvivo

Objetivos:

No final da formação, os formandos serão capazes de utilizar o software de análise qualitativa NVivo 11 para desenvolver um projeto de investigações de qualidade, através da aplicação das seguintes funcionalidades:

  • Importação de Fontes;
  • Codificação de Nós;
  • Classificação de Casos;
  • Pesquisas Simples e Avançada;
  • Codificação Manual e Automática;
  • Queries, Clusters e Gráficos.

Destinatários:

O Curso Completo de NVivo 11 destina-se a alunos de licenciatura, mestrado ou doutoramento, investigadores e todos os interessados em conhecer esta ferramenta de análise de dados qualitativos, independentemente da sua área de formação.

Conteúdos Programáticos:

  • Ambiente de trabalho do Nvivo
  • Importação de Fontes
  • Classificação de Casos
  • Codificação (manual e automática) e descodificação
  • Pesquisa simples e avançada
  • Gráficos de nós, de casos e de nós*casos
  • Exploração de diagramas
  • Exportação dos itens do Projeto Nvivo

analise-Nvivo-analise-estatstica.pt

Bibliografia de Apoio:

Richards, Lyn & Richards, Tom (1991). The Transformation of Qualitative Method: Computational Paradigms and Research Processes. In Nigel G. Fielding, & Raymond M. Lee (Eds.), Using Computers in Qualitative Research (pp.38-53). London: Sage.

Bardin, L. (2008). Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70.

Esteves, M. (2006). Análise de conteúdo. In J. Á. Lima & J. A. Pacheco (Orgs.) Fazer investigação (pp. 105‑126). Porto: Porto Editora.

Informações Práticas:

Pré-requisitos: Os formandos deverão trazer para a formação um computador portátil com o software instalado (versão NVivo 11). Se necessário podem obter a versão experimental aqui: http://www.qsrinternational.com/support_downloads.aspx.

Materiais: Os slides usados como guia da formação serão disponibilizados aos formandos em papel e em formato eletrónico.

Duração: 6 horas.

Custo: 74€ (IVA incluído)

Horário: Das 09:00 às 13:00 horas; das 14:00 às 16:00 horas.

Local: Centro de Estudos Alpha 21. Praceta Beato Inácio de Azevedo, Nº 4. 4700-366 Braga.

Pré-inscrição: Faça a sua Pré-inscrição no Curso Completo de Nvivo através do e-mail geral@analise-estatistica.pt

Três Fases da análise de conteúdo

analise de conteudo Nvivo

Sugerem-se três etapas para aplicar a análise de conteúdo:

  1. Pré-análise
  2. Exploração do material
  3. Tratamento dos resultados

A análise de conteúdo pode ser aplicada a diferentes fontes de informação, incluindo textos (notícias, entrevistas e testemunhos), imagens e vídeos.

1. Pré análise

Na pré-análise é feita a seleção do corpus, ao mesmo tempo que se procuram definir um programa de análise flexível, embora já com alguma precisão. É definida a estrutura de codificação, embora ainda não na sua versão final.

2. Exploração do material

Na fase de exploração do material  são definidas as categorias de análise, as operações de codificação, decomposição e enumeração do corpus.

3. Tratamento dos dados

Depois de feita a categorização, podemos agora fazer a contagem e a análise/ interpretação das unidades de conteúdo que compõe cada uma das categorias. O tratamento dos dados pode por isso ser feita através de técnicas de análise qualitativas e quantitativas. Em termos qualitativos pode é criada uma estrutura de leitura e de interpretação dos dados. Em termos quantitativos, podemos recorrer a operações estatísticas simples (percentagens) ou mais complexas (análise fatorial) para estabelecer quadros de resultados, diagramas, figuras e modelos que sistematizam e põem em relevo as conclusões da análise.

analise de conteudo Nvivo

Objetivos da análise de conteúdo

A análise de conteúdo tem como objetivo encontrar ligações entre categorias e conceitos que permitam construir pressupostos teóricos suficientemente válidos para fazer generalizações. Para isso recomenda-se alguns “pressupostos” metodológicos, tais como: um corpus consistente e representativo; uma categorização sistemática de todo o conteúdo com relevância para o estudo (questão tratada); e a triangulação dos resultados combinando as técnicas de análise qualitativas com os procedimentos quantitativos.

Saiba quais as técnicas de recolha de dados qualitativos mais utilizadas!

A investigação qualitativa não incide sobre um universo tão vasto como na abordagem quantitativa, mas pretende obter o máximo de informação subjetiva (valores, crenças, testemunhos, opiniões, expetativas, etc.) sobre um processo, ou facto social, de forma a permitir uma visão e um conhecimento do mundo específicos.